Ex-grávida

Padrão

Em setembro de 2014 , a notícia.Dia 17 de setembro fiz o exame de sangue que indicou acima de 25UI/L. Sugestivo de gravidez. Depois de anos tentando.Grávidos.
Não estávamos em nosso melhor momento como casal, é verdade. Havíamos brigado feio. Porque meu marido não queria ter filhos, ou não assumia isso. Fizemos terapia de casal.Uma noite ele me disse que se eu aprendesse a dirigir ele topava. Surtei.Quis terminar, ir embora, não admiti a hipótese dele condicionar meu sonho.
Mas nos acertamos e quando da notícia da gravidez já estávamos recompostos como um casal. Aliás, somos um casal muito especial, parceiros. Mas meu marido tinha uma resistência a ter filhos. Dizia que não tínhamos condições financeiras.Mas no fundo eu dizia que não passava de medo.Medo de virarmos adultos.De termos que mudar nossa vida cheia de boemia.
Ele era contra eu contar que estava grávida, eu escondida fui contando.
Os hormônios iam mexendo comigo, dor nos seios, enjôos.
Dia 16 de outubro fiz a primeira eco,indicativo de 6 semanas, meu marido foi junto. Passei o dia angustiada. Quando a médica começou o exame, foi certeira, o embrião não apresentava batimentos e havia um hematoma no meu útero. Saí arrasada, não acreditava. Meu marido ficou abalado,mas em condições de me dar apoio. Em um momento me disse: viu porque eu disse para não falar para ninguém?Chovia, minha vontade era de me esconder debaixo da cama e chorar. Mas voltei ao trabalho.
Comos minha médica disse que poderia ser assim, me orientou que eu fizesse uma nova eco dali duas semanas e assim lá fomos nós dois de novo. Dessa vez uma calma me acompanhava.O diagnóstico foi confirmado.Eu era uma ex-grávida.De um dia para o outro o berço que ganhamos, as roupas de bebê.
Dali iniciou-se um “processo” de expulsão do embrião.Estou vivendo ele ainda,mas meu coração está em paz.
Meu filho me ensinastes tanto.Eu te serei eternamente grata.Peço desculpa pelo meu egoísmo em ter sentido dor e chorado. Afinal tu cumpriu tua missão de forma linda. Preparastes dois infantis pais a serem adultamente pais.Agora somos um casal que quer receber-te, caso seja possível, ou o teu irmão.Estamos fortalecidos pelo teu amor. Gratidão. Te honramos meu filho.
Sou uma ex-grávida, não uma ex-mãe.
Te amo.
Jalusa

Anúncios