O dia que eu cantei com a Elis

Padrão

andreia-elis

Fonte da foto: http://vejasp.abril.com.br/blogs/beleza-de-blog/2015/09/08/andreia-horta-elis-regina-corte-pixie/

Acabo de sair do filme Elis-O Filme.

Eu cantei com a Elis do filme.

Para quem me conhece eu canto depois de uma cervejinhas, aí resolvo entoar  “Como nossos pais” ou ” O Bêbado e o Equilibrista”, apesar de que na minha fase tenho feito mais sucesso quando baixa a Alcione em mim hehe

Mas, realmente eu tive a honra em uma noite dessas, na Pulperia, em cantar com a Elis (do filme). Era uma festa de encerramento de uma série que a Andreia Horta interpretava a filha do Tiradentes. Na “finalera”, tendo como violonista o Gabriel (de apelido Selvagem, o qual toca muito), estávamos nós cantando Elis Regina juntas.Ela cantava de um jeito, emocionada,  de olhos fechados.Eu não sabia que eu estava cantando com a Elis que acabei de ver. Não sabia que ela interpretara a própria e que o filme sairia esse ano. A Andreia (ou mana como a gente se chamava na hora da cantoria), me emocionou pelo tamanho dela na tela.Ela está perfeita, com momentos em que eu vi a Elis (aquela).

É realmente um filme imperdível.

Elis, Diva, lenda, estrela de luz, que partiu precocemente mas que nos deixou um rastro de arte em cada registro único daquela voz que até hoje para mim, inigualável.

Talvez eu nunca mais vou encontrá-la para dizer pessoalmente: Mana, tu arrasou! Mas, a Andreia Horta, para mim, com esse filme, “deu o nome”.

Bem amigos, assistam  Elis-O Filme .

 

 

Anúncios